Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Marcelo Torres

Pr. Marcelo Torres

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Pr. Weslley Santos

Pr. Weslley Santos

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Márcio Candido

Pr. Márcio Candido

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Wadson Medeiros

Pr. Wadson Medeiros

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. David Scarinci

Pr. David Scarinci

Sede Estadual – PA   [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Nacional – SP   [email protected]  

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Alexandre Teodoro

Pr. Alexandre Teodoro

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – PR [email protected]

Inverno começa nesta segunda: veja previsão do tempo

O inverno começou nesta segunda-feira (21) à 0h32 (horário de Brasília) para a maior parte do território brasileiro – com exceção de partes do AmazonasPará e quase a totalidade de Roraima e Amapá, que ficam no Hemisfério Norte. A estação termina em 22 de setembro às 16h21.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), por causa das massas de ar frio que vêm do sul do continente, pode haver:

- queda da temperatura média do ar, com valores abaixo de 22ºC no leste do Sul e Sudeste;

- formação de geadas nas regiões Sul, Sudeste e em Mato Grosso do Sul;

- queda de neve nas áreas serranas e planaltos da Região Sul;

- episódios de friagem em RondôniaAcre e no sul do Amazonas.

No período da manhã, pode haver, também, formações de nevoeiros e/ou névoa úmida nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com redução de visibilidade, impactando especialmente em estradas e aeroportos.

"No inverno, é normal a época de seca ou de pouca chuva na maior parte do país. Nenhum setor que depende de chuva espera por chuva nesta época. As principais preocupações são com poluição do ar aumento do risco de alastramento de fogo", explica a meteorologista do Climatempo Josélia Pegorim.

Previsões por região

Sul

No Sul, temperaturas abaixo da média estão previstas para o leste de Santa Catarina e do Paraná, além do nordeste do Rio Grande do Sul. Nesses locais, principalmente em altitudes mais altas, há a possibilidade de geada – que já ocorreu no outono.

O prognóstico do Inmet indica o predomínio de chuvas próximas e abaixo da média em grande parte da Região Sul, exceto em algumas áreas sobre o sul e leste do Rio Grande do Sul e sudeste de Santa Catarina – onde a tendência é de chuvas ligeiramente acima da média, principalmente em setembro.

maior frequência das frentes frias contribuirá para maiores variações nas temperaturas ao longo deste trimestre. As temperaturas médias mais elevadas estão previstas para o mês de setembro, principalmente no Paraná.

Em Santa Catarina, a estação começou com alerta de chuva e mínima perto de 0ºC. No último dia do outono, um lobo-marinho-subantártico foi visto "descansando" em uma praia de Florianópolis.

No Sudeste, o inverno não será rígido e as temperaturas permanecem acima na média na maior parte do território. O trimestre de junho a agosto corresponde ao período mais seco do ano, com poucas chuvas.

O aumento da temperatura média no Centro-Oeste no fim do inverno gera preocupações com o possível aumento de queimadas e incêndios florestais no Cerrado.

Mais perto da Linha do Equador, as temperaturas pouco mudarão em relação ao usual, mas o inverno no Nordeste deverá ter menos chuvas — exceto no litoral leste.

Em algumas áreas, como o norte do Maranhão e do Ceará, leste do Rio Grande do Norte e do Paraíba, as chuvas em julho ainda poderão ocorrer ligeiramente acima da média.

Na região Norte, os primeiros meses da estação terão chuva e temperatura acima da média, principalmente sobre os estados de Roraima Amapá. Nas áreas de transição entre a Amazônia e o Cerrado, a previsão é inversa: menos chuva no fim do inverno.

Parte do Amapá, do Amazonas, do Pará e de Roraima ficam no hemisfério norte — portanto, por lá começará o verão. Boa Vista (RR), inclusive, é a única capital inteiramente no lado norte do planeta. Porém, como são regiões muito próximas à Linha do Equador, não haverá tanta diferença na estação.

Fonte: G1

bannerMemorial

Dom. dia 01/08, às 10h SEDE NACIONAL Campanha Efatá               Av. Cruzeiro do Sul, 1965 - Santana - São Paulo - SP