Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Nacional – SP   [email protected]  

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Márcio Candido

Pr. Márcio Candido

Sede Estadual – PA [email protected]

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Marcelo Torres

Pr. Marcelo Torres

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Weslley Santos

Pr. Weslley Santos

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Danilo Queiroz

Pr. Danilo Queiroz

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Alexandre Teodoro

Pr. Alexandre Teodoro

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – PE [email protected]

Restaurantes e salões de beleza de SP reabrem nesta segunda-feira

São Paulo reabre nesta segunda-feira (6) os bares restaurantes da capital. Além do setor gastrônimico, estabelecimentos de saúde, beleza e bem-estar, como salões de beleza e barbearias, também estão autorizados a rebreabrirem suas portas.

Os protocolos foram assinados no sábado (4) e determinam que os estabelecimentos devem funcionar com no máximo 40% de sua capacidade. Se tornam também obrigatórios o uso de máscaras, o fornecimento de ácool gel e o distancimento social de 1,5 metros entre os clientes.

Na ocasião, o prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou que um dos motivos para flexibilização é o fato da capital paulista estar há duas semanas na fase amarela. Ele ainda reforçou que, apesar da fexlibilização, a quarentena não acabou. "Ainda não ganhamos essa guerra. Claro que a sitação hoje é bem melhor do que semanas atrás", finalizou.

Revisão sobre fechamento

No protocolo divulgado pela prefeitura, os restaurantes e bares da capital  poderiam funcionar até  22h. No entanto, segundo o Plano SP, estbelecido pelo governo Doria, os estabelecimentos devem encerrar suas atividades até as 17 h.

Durante o anúncio, o Presidente da Câmara de São Paulo, Eduardo Tuma (PSDB), fez uma pelo e pediu que o governo revisasse essa regra. "Não parece lógico, mesmo que sob o ponto de vista da saúde, menos lógico ainda sob o ponto de vista econômico, pois existem restaurantes na cidade que só abrem no período noturno", afirmou Tuma.

Algumas das regras

Neste primeiro momento, bares e restaurantes poderão funcionar por no máximo 6 horas diárias e usando apenas 40% da capacidade máxima. Quando houver evolução para a próxima etapa, a verde, será possível aumentar para 60% da capacidade dos estabelecimentos.

Não é permitido atender grupos de mais de 6 pessoas e deve haver um espaçamento de 2 metros entre as mesas. Já nos salões de beleza, essa distância deve ser de 1,5 metro entre os clientes. 

Para o corte, o cabelo dos clientes deve ser lavado antes do serviço. Na depilação, deve ser usada máscara e escudo facial. Trabalhadores que precisem ter contato físico com os clientes devem usar luvas.

Fonte: R7

bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações