Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Márcio Candido

Pr. Márcio Candido

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Weslley Santos

Pr. Weslley Santos

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Marcelo Torres

Pr. Marcelo Torres

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Nacional – SP   [email protected]  

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB [email protected]

Pr. Alexandre Teodoro

Pr. Alexandre Teodoro

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Wadson Medeiros

Pr. Wadson Medeiros

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. David Scarinci

Pr. David Scarinci

Sede Estadual – PA   [email protected]

Como o uso do celular pode atrapalhar na atividade física?

Veja 4 razões para dar uma pausa na troca de mensagens e nas redes sociais do celular enquanto se exercita.

Parte integrada na vida das pessoas, o celular proporciona agilidade na troca de informação e otimiza o dia-a-dia desde tarefas simples, até mesmo ser guiado pelo GPS. Mas existem situações em que usar o celular pode ser um empecilho, por exemplo na hora de fazer exercícios – atividades que requerem maior foco e concentração.

Um estudo publicado na revista “Performance Enhancement & Health”, aponta que ficar no celular durante o treino compromete o equilíbrio e a estabilidade em até 45%, o que favorece lesões, quedas, entre outros tipos de acidentes.

Com a ajuda do personal trainer e educador físico Tauan Gomes, da X-Concept, elencamos quatro maneiras em que ficar conectado ao aparelho afeta diretamente nos treinos.

1) Atrapalha o desempenho

O celular pode facilitar muito na academia se usado com sabedoria durante os treinos, mas, na maioria das vezes, é utilizado de maneira incorreta. Exemplo: Ao se conectar com o eletrônico, facilmente o foco, que é a musculação, é tirado.

Consequência disso é a desconcentração, que pode desencadear lesões e, futuramente, frustrações por falta de resultado dos exercícios e desmotivação por excesso de tempo no treino. Além disso, corre o risco de atrapalhar diretamente o treino de quem estiver por perto. 

Assim, Tauan orienta. “O importante é não perder o foco do treino. O celular pode ser um aliado na hora do treinamento, aos atletas mais dedicados, pois permite o uso de aplicativos como “timer”, ouvir músicas, dicas dentre outros benefícios. No entanto, pode prejudicar o rendimento por conta da distração pelo mau uso do equipamento eletrônico”, disse.

2) Aumenta as chances de se machucar devido a desconcentração

“Exato, quanto maior a distração duração de um treino maior serão as chances de cair, tropeçar, esbarrar em alguém ou em algum aparelho”, pontua o treinador.

3) Diminui a intensidade do treino e os benefícios dos exercícios

A principal finalidade de uma pausa entre as séries dos exercícios, de acordo com o personal, é permitir que o corpo se recupere o suficiente antes de iniciar a próxima série, sem perder o ritmo ou diminuir a intensidade da atividade. 

Mas, em caso do indivíduo ultrapassar o tempo de descanso, por ter se perdido no celular, Tauan pontua que “quando há um intervalo maior do que o planejado, isso pode alterar os estímulos elaborados para o treino e, consequentemente, os benefícios dos exercícios físicos serão diminuídos. Exemplo: para um atleta que visa o desenvolvimento muscular, é preciso sobrecarga e descanso adequado. Intervalos grandes podem diminuir os ganhos e causar lesão local devido ao encurtamento das fibras”.

4) Quebra de ritmo

Para finalizar, Tauan pontua que usar o celular também afeta no ritmo dos treinos, exemplo: “uma pessoa que começa muito bem, fazendo o número de repetições no tempo certo, ao se distrair no aparelho, facilmente pode perder o interesse em continuar malhando”, frisa.

“Entenda que o corpo é como uma máquina que precisa de combustível, manutenção, aquecer, esfriar no tempo exato para permanecer em alta performance”, finalizou.

Fonte: lifestyle.r7


bannerMemorial

Sábado, dia 04/12, às 15h CANTO PELA PAZ     Parque da Juventude - Ao lado do Metrô Carandiru