Pr. Luiz Carlos

Pr. Luiz Carlos

Sede Estadual – MA pr.luizcarlos@pazevida.org.br

Pr. Ubyratan Araújo

Pr. Ubyratan Araújo

Sede Estadual – BA pr.ubyratan@pazevida.org.br

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual - RN pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PR pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Estadual – RJ pr.neilton@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Elianderson Castro

Pr. Elianderson Castro

Sede Estadual – AM pr.elianderson@pazevida.org.br

Pr. Gilson Marques

Pr. Gilson Marques

Sede Estadual – RS pr.gilsonmarques@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Alex Oliveira

Pr. Alex Oliveira

Sede Estadual – PA pr.alexoliveira@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – PE pr.luciano@pazevida.org.br

Pra. Marta Aguiar

Pra. Marta Aguiar

Sede Estadual – SC pra.martaaguiar@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Internacional – SP   pr.joaquimneto@pazevida.org.br  

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual – CE pr.crescio@pazevida.org.br

Pr. Rodrigo Rosa

Pr. Rodrigo Rosa

Sede Estadual - GO pr.rodrigorosa@pazevida.org.br

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – MG pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

O Homem Surdo e de Língua Presa

MC Tendo Jesus partido das regiões de Tiro, foi por Sidom até o mar da Galileia, passando pelas regiões de Decápolis.

E lhe trouxeram um surdo, que falava dificilmente. E rogaram-lhe que pusesse a mão sobre ele.

Jesus, pois, tirou-o de entre a multidão, à parte, meteu-lhe os dedos nos ouvidos e, cuspindo, tocou-lhe na língua.

E erguendo os olhos ao Céu, suspirou e disse-lhe:

– Efatá; isto é: Abre-te.

E se lhe abriram os ouvidos, a prisão da língua se desfez e falava perfeitamente.

Então lhes ordenou Jesus que a ninguém o dissessem. Mas, quanto mais lho proibia, tanto mais o divulgavam.

E se maravilhavam sobremaneira, dizendo:

– Tudo Ele faz bem. Faz ouvir os surdos e falar os mudos.

MT Partindo Jesus dali, chegou ao pé do mar da Galileia. E, subindo o monte, sentou-se ali.

E vieram a Ele grandes multidões, trazendo consigo coxos, aleijados, cegos, mudos, e outros muitos, e lhos puseram aos pés.

E Ele os curou; de modo que a multidão se admirou, vendo mudos a falar, aleijados a ficar sãos, coxos a andar, cegos a ver. E glorificaram ao Deus de Israel.

Notas do Autor: MC 7:31-37; MT 15:29-31

E LHE TROUXERAM UM SURDO, QUE FALAVA DIFICILMENTE. Uma em cada duas mil crianças nasce com problemas de audição. Este homem falava com dificuldade porque não conhecia os sons das palavras. Sua mudez era consequência da surdez física, ao contrário do caso narrado em Mt 9:32, que tinha causa espiritual.

TUDO ELE FAZ BEM. FAZ OUVIR OS SURDOS E FALAR OS MUDOS. Nunca, em toda a História, alguém tinha feito um surdo-mudo ouvir e falar. Este sinal – e outros maravilhosos – seria realizado exclusivamente pelo próprio Deus, para atestar que Ele é o Único Caminho e Redentor, conforme estava profetizado: “Ele virá e vos salvará. Então os olhos dos cegos serão abertos e os ouvidos dos surdos se desimpedirão. Então o coxo saltará como o cervo, e a língua do mudo cantará de alegria; porque águas arrebentarão no deserto e ribeiros no ermo. E a miragem tornar-se-á em lago e a terra sedenta em mananciais de águas; e nas habitações em que jaziam os chacais haverá erva com canas e juncos. E ali haverá uma estrada, um caminho que se chamará O Caminho Santo; o imundo não passará por ele, mas será para os remidos. Os caminhantes, até mesmo os loucos, nEle não errarão” (Is 35:4b-8).

QUANTO MAIS LHO PROIBIA, TANTO MAIS O DIVULGAVAM. Ao pedir silêncio, Jesus não tinha a pretensão de ficar anônimo, porque Ele mesmo havia dito: “Não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte” (Mt 5:14b). As pessoas que Ele curava e as testemunhas de tais sinais se constituíam na eficiente fonte de divulgação do Reino.

E VIERAM A ELE GRANDES MULTIDÕES... E ELE OS CUROU. Os inéditos e instantâneos sinais testificavam a Seu respeito. Ao se revelar como Único Caminho, associando os sinais à Sua Pessoa, como se tivesse Isaías 35:4-8 na mente, Ele disse: “EU SOU o Caminho, a Verdade e a Vida. E ninguém vem ao Pai, senão por Mim. [...]. Crede-me que eu estou no Pai, e que o Pai está em Mim. Crede ao menos por causa das mesmas obras” (Jo 14:6,11).

Por Juanribe Pagliarin

bannerMemorial

Terça, dia 26/09, às 19h   Reunião do PROVER   SEDE INTERNACIONAL     Av. Cruzeiro do Sul, 1965 - Santana - São Paulo - SP      

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 25/09/2017?