Pra. Marta Aguiar

Pra. Marta Aguiar

Sede Estadual – SC pra.martaaguiar@pazevida.org.br

Pr. Rodrigo Rosa

Pr. Rodrigo Rosa

Sede Estadual - GO pr.rodrigorosa@pazevida.org.br

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Estadual – RJ pr.neilton@pazevida.org.br

Pr. Alex Oliveira

Pr. Alex Oliveira

Sede Estadual – PA pr.alexoliveira@pazevida.org.br

Pr. Luiz Carlos

Pr. Luiz Carlos

Sede Estadual – MA pr.luizcarlos@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – PE pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Ubyratan Araújo

Pr. Ubyratan Araújo

Sede Estadual – BA pr.ubyratan@pazevida.org.br

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – MG pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Elianderson Castro

Pr. Elianderson Castro

Sede Estadual – AM pr.elianderson@pazevida.org.br

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual - RN pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Internacional – SP   pr.joaquimneto@pazevida.org.br  

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PR pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Gilson Marques

Pr. Gilson Marques

Sede Estadual – RS pr.gilsonmarques@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual – CE pr.crescio@pazevida.org.br

5. OUTROS SERES ESPIRITUAIS PODEROSOS

Cremos na existência de seres espirituais superiores à raça humana, que foram criados por Deus antes da criação do homem, (Cl 1:16), o que afasta a crença atual de que são espíritos de falecidos. O próprio Cristo freqüentemente se referia a eles. O número destes seres é incontável (Hb 12:22) sendo, todos eles, assexuados (Mt 22:30; Mc 12:25). Deus os criou com bons propósitos e, tal como os homens, os espíritos são donos de vontade e personalidades próprias.

Assim como existem homens bons e maus, também existem espíritos que preferiram ser bons e outros que preferiram ser maus. Aos bons, a Bíblia se refere como “anjos”. Aos maus, como “demônios”. Os bons não tem auréolas e alguns não tem asas e os maus não têm chifres e nem rabos. Em poder e conhecimento são inferiores a Deus e superiores aos homens, o que quer dizer que não existem espíritos que precisam da ajuda humana para obterem luz, como ensina o espiritismo. Os anjos cultuam ao Filho (Hb 1:6) e não admitem que os homens lhe prestem culto (Cl 2:8; Ap 22:8-9) ao contrário dos demônios que se fazem adorar em centros, terreiros e outras seitas hereges.

Aos anjos compete nos socorrer. Eles tiveram, inclusive, o privilégio de assistir “o Filho do Homem” quando Ele estava aqui na terra (Mt 4:11; 26:53; Mc 1:13; Lc 4:10; Hb 1:14). Conduzem os homens ao bem estar do além-túmulo (Lc 16:22) e, durante a vida, vão adiante dos homens para os guiar, proteger e libertar (Gn 24:7; Ex 14:19; 23:20-23; II Cr 32:21-22; Dn 3:28; 6:22; At 5:19; 11:7-11). Os anjos comunicam aos homens, da parte de Deus, ordens, promessas, avisos e repreensões (Gn 16:9-12; 19:22; Nm 22:11-18 ; Jz 2:1-5; 6:11-24; II Sm 24:16-17; I Cr 21:15-30; I Rs 19:5-7; Mt 2:13; 28:2,5; At 8:20; 10:3-6 ; 11:13-14; 27:23-24).

Futuramente, os anjos virão tocando a trombeta na volta de Jesus (Mt 16:27; 24:31; 25:31; Lc 9:26; II Ts 1:7) e reunir os escolhidos (Mc 13:27).

Quanto aos anjos caídos ou demônios, são referidos em II Pe 2:4; Jd 6 como estando reservados para o juízo. Pertencem ao diabo (Mt 25:41) e para eles está preparado o lago de fogo.

Não lhes é permitido separar os salvos do amor de Deus em Cristo (Rm 8:38). Serão derrotados pelo arcanjo Miguel e seus anjos (Ap 12:7-9) e os próprios crentes os julgarão (I Co 6:3).

Satanás, o diabo é o líder dos anjos caídos (Ez 28:13-17). O nome “satanás” vem do hebraico e significa “adversário”, declarando sua total oposição aos salvos. Tem poder de atuar sobre os incrédulos (Ef 2:2) colocando-os sob controle (I Jo 5:19; Lc 4:6; Jo 12:31; 14:30). Os descrentes estão sujeitos a ele (At 26:18), cegos por ele (II Co 4:4) e enganados por ele (II Co 11:13-14). Ele é mentiroso e homicida por essência (Jo 8:44) e tem poder da morte sobre os seus súditos (Hb 2:14).

O salvo é liberto da sua escravidão (Cl 1:13), mas não da sua tentação (At 5:3; I Co 7:5), sendo que o diabo não se furtou de tentar próprio Cristo (Lc 4:1-13). Ataca os crentes com dardos inflamados (Ef 6:16), enreda com estratagemas sutis (I Tm 3:7; II Tm 2:26; Ap 20:3) e desmoraliza com maledicência (I Tm 5:14-15). A palavra “diabo” (grego diabolos) significa “acusador” e a sua intenção é devorar, derrotar e peneirar os discípulos de Cristo (Jó 1:12; I Pe 5:8; Lc 22:31). Satanás e seus anjos caídos sucumbiram diante de Cristo (Lc 10:18; Jo 12:31) e logo esta vitória na Cruz (Cl 2:15) será confirmada no esmagamento de satanás (Rm 16:20), sendo primeiramente lançado no abismo (Ap 20:2-3) e depois no lago de fogo (Ap 20:11; Mt 25:41).

bannerMemorial

Terça, dia 26/09, às 19h   Reunião do PROVER   SEDE INTERNACIONAL     Av. Cruzeiro do Sul, 1965 - Santana - São Paulo - SP      

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 25/09/2017?